tubarões e hamsteres

13 juin 2008

Posté par kakakakak à 12:14 - Commentaires [0] - Permalien [#]


Tubarão galha preta

O tubarão-galha-preta (Carcharhinus limbatus) é uma espécie de tubarão. Vive em águas temperadas tropicais. Alimenta-se de peixes, incluindo juvenis de outras espécies de tubarão. Pode medir até

2,5 metros

.

É uma espécie cosmopolita, comum no Norte e no Nordeste do Brasil. Há um exemplar no Oceanário de Lisboa.

Características: É Comum no Norte e Nordeste do Brasil. Mede cerca

2,5 metros

de comprimento. Prefere as águas temperadas tropicais. Alimenta-se de peixes pequenos e de invertebrados.

É um tubarão mais agressivo, mas não chega a crescer muito.

Obedece ao mesmo ciclo de filhotes que o Tubarão Martelo tendo filhotes de

70 a

80 centímetros

de comprimento.

Estes tubarões vêm em grupos de grande quantidade para as praias a procura de alimento.

Bibliografia:

Portalsaofrancisco.com.br/alfa/tubarao-galha-preta/tubarao-galha-preta.php – 6k –

Posté par kakakakak à 12:10 - Commentaires [0] - Permalien [#]

06 juin 2008

Hamster Chinês

Posté par kakakakak à 12:50 - Commentaires [1] - Permalien [#]

Diferentes tipos de Hamsters

Actualmente são conhecidas várias raças de hamsters, mas a história deste simpático animalzinho começou na década de 30, quando um cientista, Dr. Ahroni, capturou um macho e 2 fêmeas da raça dourada no norte da Síria. O Hamster chinês é originário da China e da Mongólia e pertence a um grupo de hamsters conhecidos como hamsters-camundongo. Ele é mantido em cativeiro no Reino Unido desde 1919 e usado

em laboratórios. O

interesse no Hamster chinês como animal de estimação cresceu consideravelmente nos anos 70, quando o Hamster russo surgiu nas lojas de animais.
Até bem pouco tempo, os hamsters chegavam a América do Sul contrabandeados em caixas de charuto argentinos.
O Hamster é um membro da ordem dos mamíferos altamente reprodutivos conhecidos como Rodentia. Encontram-se em todos os continentes. Chamados de roedores, possuem quatro incisivos localizados na parte dianteira dos maxilares, que crescem permanentemente ao longo de toda a sua vida.

Bibliografia:

http://www.trabalhonota10.com/biologia/animais/hamster.html

Posté par kakakakak à 12:48 - Commentaires [0] - Permalien [#]

30 mai 2008

Tubarão-Baleia

O maior de todos os tubarões e o maior peixe vivo conhecido, o tubarão-baleia constitui um dos mais comoventes espectáculos do oceano. O seu tamanho colossal e a grande boca o tornam facilmente reconhecível, podendo ser visto perto da superfície em muitas águas tropicais ou subtropicais do mundo inteiro.

Os tubarões-baleia alimentam-se principalmente de plâncton, embora também comam regularmente cardumes de pequenos peixes e lulas. Ao contrário dos tubarões-frade, que simplesmente filtram enormes quantidades de água enquanto nadam, os tubarões-baleia sugam activamente as suas presas antes de filtrá-las com eficácia. Já foram observados alimentando-se em grupos, em lugares com grande concentração de determinados tipos de alimento.

Aparecem regularmente nos mesmos locais e em determinadas épocas do ano, provavelmente para aproveitar certos acontecimentos, como a postura dos corais e o florescimento regular de plâncton. Por esta razão, tornaram-se o centro de uma grande indústria de eco turismo em algumas partes do mundo, principalmente na costa ocidental da Austrália, onde os mergulhadores fazem fila para ter a oportunidade de nadar junto com estas dóceis criaturas.

Os tubarões-baleia estão protegidos por lei em alguns países, mas são caçados em outros, principalmente em Taiwan e Filipinas. Mais de 100 tubarões são mortos anualmente somente em Taiwan, o que causa sérias preocupações quanto ao futuro de um peixe que cresce lentamente e que demora para atingir a maturidade.

Tamanho máximo: Incerto, mas provavelmente até os

20 m

/ mais de

12.000 kg

.   

 

bibliografia: www.discoverybrasil.com/tubaroes/detalhe/baleia/index.shtml - 143k -

Posté par kakakakak à 12:34 - Commentaires [0] - Permalien [#]


16 mai 2008

Hamster-chinês

O Hamster chinês é uma espécie de hamster (nome científico Cricetulus griseus), originário dos desertos do nordeste da China e Mongólia. Estes animais chegam a medir de

7,5 a

9 cm

de comprimento, e na fase adulta pesam de 50-

75 gramas

. Vivem em média de dois a três anos. O hamster chinês geralmente é utilizado como animal de estimação ou como (no passado)
cobaia.

A proporção do corpo do hamster chinês, comparada com a de outros hamsters, parece "longa e fina", e eles possuem uma cauda relativamente longa. O hamster chinês não está relacionado ao hamster anão. O termo "anão", empregado para hamsters, geralmente é utilizado para referir-se apenas aos animais do género Phodopus.

A coloração de seus pêlos, um marrom acinzentado sobre o corpo, coberta por uma listra preta nas costas, combinada com sua cauda mais alongada e o corpo de tamanho reduzido, fazem com que o hamster chinês tenha uma aparência que lembra vagamente um camundongo. Além da coloração acinzentada, uma variação bastante comum na coloração dos pêlos é o hamster chinês branco, geralmente com apenas uma listra preta nas costas

Posté par kakakakak à 12:50 - Commentaires [0] - Permalien [#]

tubarão-cobra

Tubarão-cobra

O tubarão-cobra (Chlamydoselachus anguineus) é uma espécie de tubarão da família Chlamydoselachidae.

Esta espécie, que se julgava extinta, tem cerca de dois metros de comprimento e habita águas em profundidades que vão desde

600 a

1000 metros

. Tem uma importância económica reduzida (pesca)[1].

Um exemplar fêmea foi filmado em 24 de Janeiro de 2007 numa raríssima aparição em águas pouco profundas do litoral do Japão, próximo à cidade de Shizuoka. No entanto, o espécime se encontrava em péssimo estado físico e morreu horas após ser coletado.[2]

O tubarão-cobra é uma das criaturas mais antigas já encontradas vivas nos dias de hoje

. Já foram encontrados fósseis deste animal com cerca de 80 milhões de anos.

Posté par kakakakak à 11:52 - Commentaires [0] - Permalien [#]

18 avril 2008

história dos hamsters

A história dos hamsters

Um pouco da história deste roedor.

São originários da Síria, onde foram capturados os primeiros (provavelmente um macho e três fêmeas) e criados - em cativeiro, isso por volta de 1950, ao norte da Síria, mais precisamente na cidade de alepo.

HAMSTER vem da palavra alemã hamstern, que significa esconder, juntar, amontoar.

Este nome foi lhes dado devido ao fato de terem o hábito de encherem suas bolsas elásticas com alimentador, localizadas uma em cada lado de cabeça, pescoço e parte do tórax.

Estas bolsas são independentes uma da outra e não tem qualquer ligação com o aparelho digestivo, servindo apenas como depósito para comidas ou para transportes de alimentos ou mesmo para armazenar materiais para a elaboração de seu ninho.

Os hamsters são conhecidos também por hamsters dourados, esquilinhos e esquilinhos do Líbano.

Existem 54 (cinquenta e quatro) espécies, sub-espécies e variedades de hamsters.

Posté par kakakakak à 12:49 - Commentaires [0] - Permalien [#]

tubarão-branco

Tubarão – Azul

O tubarão-azul (Prionace glauca) é um tubarão da família Carcharhinidae, que se pode encontrar nas zonas profundas dos oceanos (até 150m de profundidade), em águas temperadas e tropicais.

Conhecido como uma das espécies de tubarão com maior capacidade migratória : um espécime monitorado perto das águas do estado de Nova Iorque foi recapturado perto da costa do Brasil.

Como é um tubarão oceânico, tem caráter oportunista (o que o coloca quase perto do galha-branca-oceânico em termos de perigo para náufragos e mergulhadores), podendo seguir navios para comer detritos jogados na água.

Tem o hábito de formar pequenos grupos para migrações, suas presas mais frequentes são: peixes, lulas, pequenos cações, caranguejos, aves marinhas e crustáceos.

Seu tamanho pode chegar a 4m e 240kg, no total, mas normalmente não passa dos 2,5m e 70kg (algumas fontes na literatura dizem já ter sido encontrados exemplares com mais de 6m de comprimento). Possui corpo esguio e focinho longo e pontudo. Dentes triangulares, pontudos e serrilhados e curvados na mandíbula superior, em várias fieiras. Possuem a coloração azul-escuro no dorso, azul mais claro nos flancos e branco nos ventres. As pontas das nadadeiras costumam ser mais escuras.

Posté par kakakakak à 12:34 - Commentaires [1] - Permalien [#]

11 avril 2008

Hamster do campo europeu

Hamster do campo Europeu

Posté par kakakakak à 12:59 - Commentaires [0] - Permalien [#]